Em busca da confiança do governo chinês, Apple começa a armazenar dados de usuários no país

0
0

A Apple anunciou que começou a armazenar dados de seus usuários na China, em servidores fornecidos pela China Telecom. Em comunicado, a companhia ressaltou que os dados armazenados são criptografados, ou seja, a operadora de telefonia chinesa não terá acesso ao conteúdo.

"A Apple leva a segurança do usuário e a privacidade muito a sério. Nós adicionamos a China Telecom para a nossa lista de provedores de data center para aumentar a largura de banda e melhorar o desempenho de nossos clientes na China continental", disse a fabricante, que atribuiu a decisão a um esforço para melhorar a velocidade e a confiabilidade de seu serviço iCloud, que permite aos usuários armazenarem fotos, músicas e outros dados a partir de qualquer dispositivo Apple.

Em comunicado publicado no site do governo da cidade de Fuzhou, a China Telecom confirmou que a Apple começou a armazenar dados de usuários que utilizam seu serviço iCloud na plataforma da operadora em 8 de agosto."Depois de 15 meses de testes e avaliação rigorosos, a China Telecom tornou-se fornecedora única do serviço de nuvem da Apple na China", diz o The Wall Street Journal, citando o comunicado.

Para Sandy Shen, analista do Gartner, o acordo com a China Telecom irá afastar as preocupações do governo chinês com um possível vazamento de informações dos usuários. "A China sempre exige que os bancos chineses e as operadoras de telecomunicações locais armazenem os seus dados de usuários no país para fins de segurança nacional. O esforço da Apple ajudará a fornecer uma melhor experiência do usuário como conexão direta com o servidor local, permitindo um acesso mais rápido e estável aos serviços do iCloud", declarou o analista.

Deixe seu comentário