Funcionários da Amazon na Alemanha entram em greve por reajuste salarial

0
0

Funcionários das operações da varejista online Amazon.com na Alemanha entraram em greve nesta segunda-feira, 16, em busca de melhorias salariais. Segundo o sindicato alemão Verdi, são esperados mil funcionários em greve em centros logísticos da Amazon nas cidades alemãs de Bad Hersfeld e Leipzig e, pela primeira vez, em Graben.

Um protesto maior também deve ocorrer ao mesmo tempo na sede da Amazon em Seattle, nos EUA, o qual irá reunir vários sindicatos americanos, incluindo o Teamster e o Service Employees International Union, dois dos maiores sindicatos americanos.

De acordo com informações do The Wall Street Journal, a entidade trabalhista luta por salários igualitários entre empregados dos setores varejista e de entrega, que recebe salário inicial mais elevado do que os do setor de logística, no qual a Amazon classifica a maioria de seus funcionários.

"O que está acontecendo em Seattle não é uma greve, mas um ato de solidariedade com os trabalhadores da Alemanha", disse o sindicato alemão em comunicado. "Os funcionários da Amazon realizam um excelente trabalho todos os dias, e por isso, eles devem legitimamente exigir a garantia e proteção dos acordos salariais, bem como condições de trabalho saudáveis e tratamento respeitoso."

Procurada pelo jornal americano, a Amazon não foi encontrada para comentar o assunto.

Deixe seu comentário