Vivo Empresas e Cisco ampliam parceria para acelerar a digitalização de PMEs

0
13

A Vivo Empresas, segmento corporativo da Telefônica Brasil, foi selecionada pela Cisco como sua parceira oficial para fomentar a digitalização de pequenas e médias empresas (PMEs) no País. A iniciativa é parte do programa global de aceleração digital, Cisco's Country Digital Acceleration.

Na ação, batizada localmente pela Cisco como Brasil Digital e Inclusivo e lançada no ano passado em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) para impulsionar o desenvolvimento de habilidades e transformação digital no Brasil, a Vivo Empresas lidera a frente de estímulo ao empreendedorismo brasileiro, em linha com a sua missão de 'Digitalizar para Aproximar'.

De acordo com estudo desenvolvido pela FGV Projetos e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), 66% (dois terços) das micro e pequenas empresas estão n os níveis iniciais de maturidade digital . As analógicas somam 18% e outras 48% são emergentes – ou seja, promovem esforços para se digitalizar, mas ainda mantém estrutura e modelos de negócios tradicionais. Nos níveis mais avançados da escala estão as empresas consideradas intermediárias (30%) e as líderes digitais (4%). O relatório da pesquisa demonstra, ainda, que as práticas e estratégias de transformação digital ainda são pouco consolidadas neste recorte.

Com uma base composta por mais de 1.5 milhão de clientes corporativos, muitos deles pequenos e médios, a Vivo Empresas vem apresentando soluções e iniciativas para acelerar a jornada de digitalização de seus clientes, especialmente os micros e pequenos empreendedores, que da noite para o dia precisaram se apoiar na tecnologia para manter a operação funcionando. Ainda em um cenário híbrido de trabalho e operação, tais organizações precisarão, daqui para a frente, fortalecer essa base digital para ampliar o negócio, atender à demanda e manter sua relevância de mercado.

É neste sentido que a Vivo Empresas evolui a parceria com a Cisco. Para fortalecer seu portfólio voltado às PMEs , passa a oferecer a linha Cisco Designed, composta por soluções tecnológicas de conectividade, segurança e colaboração pensadas e desenvolvidas para este segmento do mercado. Como principais atributos, oferecem simplicidade operacional, segurança, alto desempenho, custos otimizados e contratação totalmente digital. Assim, oferecem a plataforma de infraestrutura digital adequada para suportar a digitalização de processos de negócio, auxiliando os empreendedores a alavancar o desempenho e produtividade de suas empresas.

Toda a linha Cisco Designed foi projetada para que seu uso seja intuitivo e de fácil instalação e operação. Os equipamentos roteadores contam com uma configuração simples e viabilizam a conectividade ponta a ponta, com segurança e VPN integrada. Os switches Ethernet proporcionam um melhor desempenho em formato compacto, ideal para implantações de empresas de pequeno e médio porte, além de oferecer uma camada extra de segurança digital, prevenindo ataques de malware, phishing e outras ameaças cibernéticas.

A parceria entre a Vivo Empresas e Cisco também inclui outras ações para a transformação digital das PME's, como desenvolvimento de soluções por meio de um desafio de startups, programa de capacitação com abordagem em transformação digital e a viabilização do e-commerce para facilitar a aquisição da tecnologia por parte das pequenas e médias empresas.

De acordo com o Estudo de Maturidade Digital das Pequenas Empresas 2020 em oito países, as empresas de pequeno porte podem acrescentar US$ 2,3 trilhões ao PIB mundial até 2024, contribuindo para a recuperação econômica durante e após a pandemia. A pesquisa, realizada pela IDC e encomendada pela Cisco, analisou pequenas empresas nos Estados Unidos, Canadá, México, Brasil, Chile, Reino Unido, Alemanha e França para entender melhor suas oportunidades e desafios atuais e a correlação entre maturidade digital e maior rapidez de recuperação. Juntas, essas oito economias também podem ter um incremento de 5,5% com uma taxa de crescimento 42% mais rápida graças à maior digitalização de pequenas empresas.

Deixe seu comentário